• Maria Carolina

Lixões: como o PGRS pode diminuir esse problema urbano.


Você sabe por que a sua empresa, precisa de um bom gerenciamento de resíduos? Ah, não sabe?


Não se preocupe porque nós listamos, uma série de perguntas e respostas para mostrar a você a importância desse documento. Vem conferir!





O PGRS pode diminuir um dos principais problemas urbanos, além de contribuir para o meio ambiente e um consumo consciente. Atualmente é preciso se adequar a um mercado preocupado com sustentabilidade, mais de 86% dos compradores se atentam aos impactos que o produto desejado pode causar ao meio ambiente, aponta a reportagem da Agência Brasil.


O descarte devido dos resíduos é um importante fator, para qualquer empresa, mas afinal por que tanta preocupação?


Por mais simples que pareça, o ciclo de vida de um material devemos nos questionar: “O que estamos descartando?”: O “lixo” é na verdade um conjunto de rejeitos e resíduos, que dependendo das suas propriedades químicas e físicas, poderão ser aproveitados novamente antes de voltar à natureza. A seguir você pode ver, qual a diferença entre rejeitos e resíduos:


Os rejeitos são as substâncias que não poderão ser reaproveitadas pela Indústria e precisam receber um tratamento especial, como óleo de cozinha, chorume, equipamentos hospitalares e restos de construções civis.


Os resíduos são materiais que podem voltar ao fabricante como matéria prima secundária para novos produtos, impactando positivamente a última linha do balanço da sua empresa.


Você sabia que plásticos, papéis, tecidos, e até mesmo bagaços de cereais, podem ser reaproveitados e/ou reintroduzidos ao ciclo de vida de um material? Interessante, não é? Mas isso só é possível quando todos são adequadamente descartados.


Aliás, o descarte indevido de materiais, pode causar danos irrecuperáveis ao meio ambiente, como os lixões que expõem milhares de famílias com vulnerabilidade financeira a pragas, doenças e poluem reservas de águas locais. Além disso, têm ganhado importância dos consumidores.


“A embalagem é reutilizável? ”; “É testado em animais?”; “É um produto vegano?”, são perguntas cada vez mais comuns. Agora, você deve estar se questionando: “Por que isso é importante para meu negócio”?


De acordo com a Agência FIEP, 70% dos compradores afirmaram não se importar em pagar um pouco mais, por um produto ou serviço de uma empresa sustentável. Ao passo que, outros evitam consumir os serviços das que negligenciam as causas ambientais. Ou seja, além de contribuir para o meio ambiente, com um PGRS na sua empresa você pode conquistar, um novo público de consumidores.


Ao obter um PGRS no seu negócio, é possível tornar-se mais competitivo, sustentável e assegurar-se judicialmente, visto que a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), é uma lei (Lei nº 12.305/10) em que todos os geradores de resíduos previstos na Política Nacional de Resíduos Sólidos, são obrigados a elaborar o PGRS. Vale evidenciar que, o tratamento funcional dos resíduos é fundamental, para tornar seu empreendimento mais sustentável, além de reduzir os gastos do seu negócio referentes à produção.


O Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), é parte integrante do processo de licenciamento ambiental de um empreendimento.

São metas e procedimentos que relacionam:


Quais resíduos estão sendo descartados;

Se há possibilidade de minimizar o desperdício desse material;

Como esse procedimento acontece;

Quais tratamentos ele deve receber para ser corretamente destinado.


Logo, um adequado PGRS diminui as chances desses resíduos chegarem a depósitos ilegais, como os lixões. Garante também a contribuição da sua empresa, para o consumo consciente.


A Núcleo Consultoria Jr. está há 8 anos, colaborando para uma melhor gestão ambiental do nosso país. Trabalhamos com o propósito, de trazer soluções para o seu negócio e a nossa equipe está à disposição, para tornar a sua empresa mais sustentável.


Nós valorizamos a Responsabilidade Socioambiental, e você?


#pgrs #rsa #coletaadequada #meioambiente #residuossoloidos #descartedevido